Está montando sua loja? Saiba em quais equipamentos de oficina investir




VER TODAS NOTÍCIAS

Está montando sua loja? Saiba em quais equipamentos de oficina investir


Publicado terça-feira, 27 de agosto de 2019 10:42:23


  Se você está montando ou reformando sua oficina, deve estar pesquisando em quais equipamentos de oficina investir, certo? Essa é uma decisão importante, afinal, sua oficina precisa ter os equipamentos corretos para oferecer os melhores serviços para seus clientes!

 

Saiba que você precisa fazer o dever de casa: pesquise. Não aceite apenas a opinião de algum conhecido. Converse com várias pessoas da área e estudo bem o assunto. Será o seu investimento na sua loja, então é uma decisão fundamental.

 

Para ajudar você nessa pesquisa, separamos aqui alguns dos equipamentos essenciais que você precisa ter na sua oficina. Vamos apresentar cada um deles e explicar suas características. Então continue sua leitura com atenção e conte com a gente!

Itens de grande porte

Listamos aqui três itens de grande porte, ou seja, equipamentos maiores e mais robustos, que você deve ter na oficina.

 

Alinhador de direção

O alinhador de direção permite que vários serviços de alinhamento sejam realizados na oficina. Com ele, você ajusta da maneira correta os ângulos das rodas do veículo: caster, divergência e cambagem.

 

Existem os alinhadores digitais e os alinhadores a laser. Vale a pena pesquisador cada tipo, analisar suas vantagens e diferenças em investimento.

Além do alinhamento, é importante ter na oficina um equipamento de balanceamento de rodas: as balanceadoras. Elas avaliam como se dá a distribuição do peso nos pneus e rodas. Então, depois, compensam qualquer desigualdade encontrada.

Combinar esses dois serviços, alinhamento e balanceamento, atrai mais clientes, já que os dois costumam ser feitos juntos. Então invista em alinhadores e balanceadoras.

Elevador automotivo

Outro item interessante é o elevador automotivo. Existem alguns tipos, por isso separamos alguns deles para você avaliar e entender:

 

  • elevador com prancha: utilizado para troca de óleo;
  • elevador tradicional com base: indicado para serviços em geral e borracharia;
  • elevador pórtico sem base: indicado para serviços de escapamento e embreagem, já que o chão fica livre de obstáculos;
  • elevador pantográfico: utilizado em oficinas com limitações de espaço; esse elevador é indicado para serviços nas rodas, suspensão e de funilaria e pintura.

Agora que você conhece os diferentes modelos de elevadores, pesquise cada um deles. Eles têm especificações únicas, como indicações e limite de carga. Por isso, pense no seu público e em que tipo de veículos eles têm. Assim fica mais fácil decidir qual elevador é a melhor escolha para a sua oficina.

 

Guincho hidráulico

Enquanto os elevadores conseguem erguer o veículo todo, o guincho levanta uma parte do veículo. Por isso, pode ser um investimento interessante, pois garante uma elevação parcial do veículo sem ocupar tanto espaço quanto um elevador.

 

O conceito é parecido com o do macaco. Porém, o macaco ergue o carro de baixo para cima. Já o guincho hidráulico puxa a parte do carro, vindo de cima, como um guincho, só que em menor escala.

 

Saiba que existem os guinchos fixos e também alguns tipos móveis, com rodinhas. Você pode investir tanto em um guincho quanto no elevador. O guincho vai ajudar a agilizar os serviços, já que não requer uma estação de serviço que ocuparia muito espaço. Ou seja, enquanto um carro está no elevador, você consegue oferecer outros serviços com o guincho.

Itens de menor porte

Quando pensamos em oficina, costumamos ter em mente os equipamentos grandes, e esquecemos de outro itens fundamentais, mas de menor porte. Por isso, aqui vão alguns deles.

 

Scanner automotivo

Outro item que deve estar na sua lista é o scanner. Esse aparelho consegue ler os parâmetros de operação da injeção eletrônica do carro. Com isso, ele detecta e corrige falhas no sistema.

 

Como é a injeção que envia o combustível da maneira correta para o motor, o scanner consegue detectar esse movimento e, por isso, é fundamental para o bom funcionamento do motor.

 

Além disso, o scanner também pode mostrar as condições gerais tanto das válvulas quanto dos pistões e, assim, identificar problemas no motor.

 

Ferramentas básicas e peças automotivas

Em geral, temos diversas ferramentas e peças que não podem faltar na sua oficina. São menores e têm um preço mais acessível. O segredo, ao escolher esses itens, é apostar na qualidade.

 

São as já conhecidas ferramentas tradicionais:

 

  • Alicate universal, que corta e prensa;
  • Alicate de bico, que corta e torce cabos e fios;
  • Kit de chaves combinadas;
  • Torquímetro, que mostra a força utilizada para apertar ou afrouxar parafusos;
  • Manômetro, que mede a pressão;
  • Macaco hidráulico, que, junto ao guincho, pode agilizar os serviços na oficina.

 

Além delas, você precisa ter um bom estoque das peças mais utilizadas nos veículos. Aqui vai uma lista de itens básicos:

 

  • Peças do motor;
  • Suspensões;
  • Bateria;
  • Óleo;
  • Pneus;
  • Pastilhas de freio;
  • Filtros de ar.

 

Então fique atento a essas ferramentas e peças. Investir nelas fará toda a diferença na sua oficina.

 

 

EPIS

Por fim, não poderíamos deixar de mencionar os EPIS (equipamentos de proteção individual). A utilização desses itens é obrigatória e garante a segurança da sua equipe.

 

Dentre eles, temos:

 

  • Protetores auriculares;
  • Luvas de proteção específicas;
  • Óculos protetores;
  • Botas de borracha (dependendo do serviço a ser realizado);
  • Cintos para coluna (dependendo do serviço a ser realizado);
  • Uniforme ou macacão específico.

 

Com esses itens, você demonstra cuidado pelos colaboradores e os ajuda para que se mantenham saudáveis e protegidos. O investimento nesses equipamentos é pequeno quando comparado aos benefícios que traz. Então não se esqueça deles, ok?

Sistema de gestão

E, já que falamos de equipamentos de grande e pequeno porte, podemos finalizar nossa lista com um item que vai trazer sua oficina para o século 21.

 

Muitas oficinas ainda têm como base sistemas manuais de operação. Esse tipo de sistema requer muitas horas de trabalho e, na maior parte, um funcionário específico para cuidar de questões como estoque, vendas e controle de pagamentos.

 

Por isso, ao montar sua oficina, invista em um bom sistema automatizado de gestão. Assim você agiliza todos os serviços, mantém um registro e acompanhamento corretos de tudo o que acontece na oficina e reserva seu tempo para questões mais importantes.

 

Esperamos que tenha gostado das nossas dicas sobre quais equipamentos de oficina comprar para deixar sua loja pronta para receber os clientes. Deixe sua opinião ou dúvida nos comentários. Sua participação é muito bem-vinda!